quinta-feira, maio 03, 2012

Turbulência

Segura estou
de estar perdida
quando o desejo
me desequilibra
e a queda livre
na cama macia
é o início do voo
de despedida...


5 comentários:

Anônimo disse...

Inevitável queda... Lindo.
LL

Anônimo disse...

Maravilhosas palavras para o vôo improvável.

Maria Borges disse...

Obrigada, LL!!! Beijo!
-----------------------------------
Anônimo, voar é improvável e, ainda assim, o céu está congestionado...

disse...

Por vezes passa desapercebido o seu bom gosto musical. Há coisas que não conheço, muita, como Gladys Knight. Obrigado por isso também. Bj.

Maria Borges disse...

Obrigada por vir aqui, Zé! E por ter sempre uma palavra doce para os meus escritos... Fico muito feliz que você goste das músicas que coloco aqui... Beijão!